Dinâmica das espécies

Pilrito-das-praias (Calidris alba), Bordeira, Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

A Terra proporciona um cenário de eterna mudança para o desenvolvimento de sistemas biológicos. Por milhões de anos de história da Terra, os organismos têm testemunhado as mudanças no clima e nas condições físicas, os rearranjos de posições geográficas dos continentes e dos leitos oceânicos, o crescimento e o desgaste de áreas montanhosas.
Como sistema dinâmico, a superfície do planeta tem assistido à deriva continental que tem, ciclicamente afastado e unido as massas de terra. Este fenómeno origina alterações bruscas na distribuição das espécies, levando a um processo dinâmico de adaptação e evolução da expressão ecológica, morfológica e fisiológica dos indivíduos, constituindo a denominada “pancada periódica” (Pounding). Estes são estímulos fulcrais no ciclo natural de especiação/extinção, promovem ambos e criam novos ecossistemas e nichos prontos a serem ocupados. Afinal as catástrofes naturais resultantes da geologia do nosso planeta, às quais invariavelmente associamos apenas morte e destruição são também uma importante fonte de renovação e de vida. Já viram alguma Primavera sem que um Inverno lhe tenha precedido?

3 comentários:

Joana Rute disse...

Olá Diogo!

Parabéns pela iniciativa, gostei muito do conteúdo. Sinceramente, sempre achei que tinhas grande talento fotográfico :-) Espero que o blog sirva para apreciar as diversas fotografias mas, essencialmente, transmitir conhecimento sobre ecologia, principalmente para determinadas mentes bastante ignorantes nesta matéria.
Inhos,
Joana Rute

Diogo Carvalho disse...

Olá Joana!

Muito obrigado por visitares e pelo comentário, essa é uma das minhas metas ;-)
Espero poder contar com a tua visita mais vezes!

Beijo

Rui Farinha disse...

Grande "fotão" desta simpática especie.......